sobre o SWU…

24 ago

SWU, legal para você que conseguiu trazer o Rage Against The Machine. Nome que resolve qualquer tipo de dúvida entre os festivais (peguei um show deles no Lollapalooza 2008… que for realmente fã, não pode perder!) e também gosto bastante da idéia de colocar no mesmo ambiente o pop, rock, hip hop, alternativo, eletrônico e assim vai (exatamente como funciona nos grandes festivais norte-americanos e até entre nossos hermanos. Aqui no Brasil só temos o Planeta Atlântida… que exagera na dose). Só que os valores dos ingressos + as condições (área premium?) acabam com qualquer resquício de boa fé… deve ser um dos festivais mais caros do mundo (três dias do Lollapalooza custam 100 e poucos dólares / Coachella sai $300)… e ainda preza pela sustentabilidade? Nhó. Quando vendiam cigarros com festivais (Free Jazz, Hollywood Rock…) saia mais barato e com a certeza de bons shows. Repito o que deixei escapar na #5 Marmita: essa grana investida “por um mundo melhor” não será muito mais nobre do que o dinheiro queimado com o tabaco. Não desse jeito. E quase todos os festivais já contam com atitudes sustentáveis em suas instalações, mas a maioria não precisa levantar a bandeira. O público entende as regras, se comporta e aprende  (alguém ai lembra dos tubos de ensaio para bitucas de cigarro no Planeta Terra? pois é…)

Mas… já que eu levantei a bola do RATM, vai a dica: eles tocam dia 13 de outubro no Pepsi Music, em Buenos Aires. Junto com Queens of the Stone Age. A área vip sai por R$148. Duvida?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: