Tag Archives: 2009

veja o hotel avenida

5 out

Hoje acontece o lançamento oficial do DVD ao vivo da banda Hotel Avenida. A coisa está ficando bonita por aqui… As imagens foram capturadas durante a apresentação deles no Festival Rock de Inverno realizado ano passado… e o registro está todo disponível para download. Na íntegra… é só clicar aqui, cair lá no blog do selo De Inverno e escolher uma das várias opções para baixar o material.

Mais novidades. O Ivan comentou que a banda está ensaiando um novo repertório para mais um EP que será lançado ainda esse ano, e com nova formação: Ivan e Rufatto agora contam com Jansen Nunes (Magog) que assume o baixo e Osmário Jr (CMU Down/UV Ray) a bateria, substituindo o Carlão e Rubens (que está em SP com a Fábrica de Animais) enquanto o Allan e Igor estão com o Dasvelas.

Ainda esse ano tem show deles por aqui. Enquanto isso você pode dar play em um dos trechos do DVD da Hotel Avenida:

última lista de 2009…

29 jan

… juro!

Para acabar de vez com o ano do Boi! Segue a última lista com minhas escolhas para melhores discos internacionais de 2009. Já tinha publicado as listas de melhores da década e lançamentos nacionais do ano… só faltava essa mesmo. E veio com bônus…

Se tem validade a sua publicação agora… ou se faz alguma diferença? Sim e sim. Me acompanhe…

17 – Passion Pit – “Manners”
16 – Franz Ferdinand – “Tonight Franz Ferdinand”
15 – Arctic Monkeys – “Humbug”
14 – Grizzly Bear – “Veckatimest”
13 – Jónsi & Alex – “Riceboy Sleeps”
12 – Yeah Yeah Yeahs – “It’s Blitz!”
11 – Rain Machine – “Rain Machine”
10 – Girls – “Album”
9 – Japandroids – “Post-Nothing”
8 – Sonic Youth – “The Eternal”
7 – The XX – “XX”
6 – Yo La Tengo – “Popular Songs”
5 – The Phenomenal Handclap Band – “The Phenomenal Handclap Band”
4 – St. Vincent – “Actor”
3 – Phoenix – “Wolfgang Amadeus Phoenix”
2 – Whitest Boy Alive – “Rules”
1 – Animal Collective – “Merriweather Post Pavillion”

Resumindo: na hora que vazou o disco do Animal Collective (em janeiro!) o ano já era deles… por mais que fãs e jornalistas tentem complicar o som do AC, seus integrantes parecem descomplicar. Sabe o Ramones? O que eles fizeram no final dos anos 70, com o rock progressivo e todas as grandes masturbações sonoras? Então. O combo de Baltimore simplifica ao máximo, brinca com o que já existe, desconstrói e abusa dos estímulos… Ainda nessa onda de simplificar, as duas grandes novidades do ano se especializaram nisso antes mesmo de saírem da garagem. The XX e Girls. Produção relaxada e despretenciosa… som original que resume bem alguns pontos interessantes que a música passou no século XX. Eles parecem alguma coisa que você já ouviu, mas não sabe onde. O mais impressionante é a melancolia e nostalgia carregada na atmosfera das músicas (sejam ensolaradas com o Girls ou sombrias com XX). Saudades de fatos e histórias que não são deles! Ou de suas épocas….

Saindo fora dessa vibe simples demais e caindo um pouco para a psicodelia e experimentalismo, lá do Brooklyn (de novo) vem a The Phenomenal Handclap Band e St. Vincent. Da mistura de sons africanos, com música eletrônica, disco, e até psicodelia brasileira (!), o The Phenomenal Handclap Band conseguiu lançar um dos discos mais variados e surpreendentes do ano. Parece muito mais uma coletânea de diferentes bandas do que um álbum. A St. Vincent cai na sujeira e distorção em trilhas sonoras de contos de fadas. A surpresa sempre foi uma das grandes armas de uma boa composição.

Algumas viúvas de sucessos recentes da música alternativa ficaram felizes com os discos do Rain Machine (projeto de Kyp Malone, do TV On The Radio) que se afunda em mantras e texturas, assim como o Jónsi & Alex (integrantes do Sigur Rós) que parte para o outro lado e retoma alguns pontos da boa fase do grupo islandês…

Isso tudo e mais 10 discos super indicados. A supremacia do Yo La Tengo e Sonic Youth; os explosivos discos do Arctic Monkeys, Yeah Yeah Yeahs e Franz Ferdinand; a suavidade do Phoenix, Grizzly Bear e The Whitest Boy Alive; os extremos Japandroids e Passion Pit

Vários sons legais para você ouvir… se é que você deixou passar alguns desses nomes, ou simplesmente não botou fé. 2009 foi um ano bacana… mas 2010 ta ai, o que você está achando?

listas…

28 dez

Ouié. Ainda no clima Rob Fleming =p

Pois é. Todo mundo falando dos discos da década, dos melhores de 2009, das promessas de 2010 e assim vai…

Eu decidi que não faria nada do tipo para o Subtropicália. Participei das listas do Scream & Yell, TramaVirtual e BloodyPop (ainda não publicada)… mas esqueci que não entrei em nenhuma eleição dos melhores discos internacionais de 2009. Vai por aqui mesmo. Antes, vou publicar minhas listas com os links para os resultados finais de cada eleição. Será bem difícil justificar as escolhas, mas o campo de comentários está ai para isso. Hey hou?

(mais uma vez, minha gente. São minhas listas enviadas para os sites! Não é o resultado final.)


Melhores da década (2000 a 2009) – para o Scream & Yell

DISCOS NACIONAIS

01. Mombojó – “Nadadenovo” (2004)
02. Curumin – “Japan Pop Show” (2008)
03. Hurtmold – “Hurtmold” (2007)
04. Guizado – “Punx” (2008)
05. Instituto – “Coleção Nacional” (2002)
06. ruído/mm – “A Praia” (2008)
07. Móveis Coloniais de Acajú – “Idem” (2005)
08. Otto – “Condom Black” (2001)
09. Cidadão Instigado – “E o Método Tufo de Experiência” (2005)
10. Céu – “CéU” (2007)

(o “Bloco do Eu Sozinho” ficou entre os 20 melhores =)

DISCOS INTERNACIONAIS

01. Radiohead – “In Rainbows” (2007)
02. TV On The Radio – “Desperate Youth, Blood Thirsty Babes” (2004)
03. The Strokes – “Is This It” (2001)
04. MGMT – “Oracular Spectacular” (2008)
05. Amy Winehouse – “Back To Black” (2006)
06. Animal Collective – “Merriweather Post Pavilion” (2009)
07. The Rapture – “Echoes” (2003)
08. The Go! Team – “Thunder, Lightning, Strike” (2004)
09. Yeah Yeah Yeahs – “Fever To Tell” (2003)
10. Arctic Monkeys – “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not” (2006)

O resultado final está aqui. Esqueça os top tops gringos. Como sempre o Scream & Yell mantém a variedade e democracia nas listas. Foram 68 participantes (jornalistas, músicos, produtores, personalidades, etc) e tem de tudo ali. Vale a pena dar uma passeada pelas listas individuais… e se você não gostou do resultado final, o Marcelo Costa (editor do S&Y) pode te explicar melhor.

Melhores discos nacionais de 2009 – para a TramaVirtual

01. Otto – “Certa manhã acordei de sonhos intranquilos”
02. Céu – “Vagarosa”
03. Cassim & Barbária – “Cassim & Barbária” (EP)
04. Cidadão Instigado – “UHUU”
05. Banda Gentileza – “Banda Gentileza”
06. + 2 – “Imã”
07. Numismata – “Chorume”
08. Stela Campos – “Mustang Bar”
09. Erasmo Carlos – “Rock’n Roll”
10. Mallu Magalhães – “Mallu Magalhães”

… e o resultado final. Achei bem bacana, mesmo não tendo escutado alguns discos que entraram nos 10 +. Legal que eles também publicaram uma lista interna junto com a dos 20 e poucos participantes… A análise confere com esse momento que passamos na música brasileira (independente ou não). Quando falam que o “rock brasileiro precisa morrer”, apesar do radicalismo, não é uma afirmação de toda errada. Não é de hoje que acompanhamos trabalhos criativos e frescos de outras vertentes musicais. Samba, black music, regional, hip hop, eletrônico, ska, folk… mas o rock anda meio desanimado… mais do mesmo. Sinal dos tempos? Respeito e gosto dos trabalhos de muitas bandas por ai, mas com uma certa desconfiança. Vamos ver como eles serão assimilados em um futuro próximo.

Agora é esperar a lista da década feita pelo BloodyPop (a BR00, confere?). Foram 50 discos escolhidos… vai ser bonito de ver e relembrar.

Depois eu publico minha lista com os melhores discos internacionais de 2009. Mas você já deve ter uma idéia…