Tag Archives: inmwt

mais mixtapes

14 ago

a coisa ta pegando no INMWT.  Saíram as mixtapes com bandas do Brooklyn e de Montreal, produzidas por Eder Costa.

Anúncios

our gang

9 ago

Finalmente eles gravaram material novo. Semana passada foi lançada a faixa “Lilli Girl”, dos curitibanos Our Gang. Projeto que cai super bem nas pistas de dança,  com mistura orgânica de instrumentos, sintetizadores, inverno, pegada elegante Disco e toda uma gama de referências mais contemporâneas, mas longe de ser “coolhunter”. Sabe como é? Não chupa tendências. “Lilli Girl” segue um ritmo mais calmo e cheio de mistérios. Estranhei um pouco o fato dessa faixa ser uma das primeiras divulgadas, mas é um resumo legal da proposta da banda. Ainda mais depois que “Soundbeat” foi liberada ano passado (links na sequência).

Pelo visto essas gravações no estúdio “caseiro” deles continuam. Reza a lenda que ainda essa semana sai mais uma faixa, “Eddie Murphy”. Também estão prestes a gravar seu primeiro disco dentro do projeto Curitiba Sônica, aprovado pelo edital de Bandas de Garagem da FCC. Ontem (8) aconteceria um show gratuito no TUC (organizado pelo Curitiba Sônica), mas foi adiado pela Fundação. Coisas do H1N1. O esquema agora é ficar atento com a nova data e novidades sobre o disco. Seguem as versões de “Lilli Girl” e “Soundbeat” como prévia do que vem pela frente. Roubei os links no post lá do INMWT.

Lilli Girl

Soundbeat

Mixtapes da James Sessions

5 ago

Um dos frutos deixados pela Maamute foi a James Session. Uma noite bacana, calma, com shows legais e a discotecagem sempre precisa do Denis Pedroso, lá da INMWT. Uma seleção que passeia por clássicos alternativos dos anos 90 junto com sons atuais mais audaciosos e várias bandas independentes nacionais. Cumpre seu papel de manter uma balada com música boa de uma forma bem diferente das tradicionais noites de shows em Curitiba.

A grande notícia é que ele lançou quatro mixtapes com os sets da James Session. Baixa aqui que é diversão garantida. (ele ainda levantou uma bola no twitter sobre uma mixtape com bandas do Brooklyn…)

bon iver e a nostalgia

9 dez

 

Bon Iver - Bowery Ballroom / 29-07-08 (foto minha)

Bon Iver - Bowery Ballroom / 29-07-08 (foto minha)

 

Aproveitando essa euforia toda em cima do disco “For Emma, Forever Ago”, do Bon Iver, lançado de forma independente no final do ano passado e em fevereiro pela Jagjaguwar e 4AD… bateu uma nostalgia. Vi uma apresentação dele em julho e foi marcante (piegas, não? mas é verdade). Ai lembrei desse relato cru e em ritmo de férias que fiz para meu antigo blog. Nada de muitos detalhes ou observações mais técnicas e/ou “filosóficas”. Tava na boa, de férias, bêbado e resolvi comentar…

Justificativas terminadas… segue o pequeno relato:

 

Ontem rolou o show do Bon Iver no Bowery Ballroom (NYC)… Ele consegue ir de Coldplay a Sigur Rós com um toque…. vai aos extremos com levadas tranquilas e bonitinhas que se transformam em paredões de distorção e caos…. funciona muito bem ao vivo, melhor do que eu esperava e exatamente no clima que paira por todo o Brooklyn neste verão…. pelo menos aqui os anos 80 acabaram ano passado (em partes, né) e o que rola pelas ruas de Williamsburg mais parece uma celebração hippie pós-moderna…. sim, estranho pacas mas a primeira impressão é essa (dá um desconto… cheguei domingo por aqui!)

Voltando ao Bon Iver…. o show inteiro foi com as composições de seu primeiro disco “For Emma, Forever Ago”… Justin Vernon é o grande cabeça da historia e até brincou com isso dizendo ” temos que tocar todas as músicas do disco… nada de novo… desculpa ai gente, ser headliner sem ter muito repertorio dá nisso..” 

Segue um trecho que eu peguei da faixa “Skinny Love”… logo no começo do show e mesmo sendo o grande sucesso deles, foi a mais “mais ou menos” da noite…. 

 

 

a menina que antecipou o refrão foi bem fofa…. mas o silêncio era tão grande que dava para ouvir o som do ar-condicionado…

Esse relato foi devidamente salvo na época pelo Denis, no INMWT… falando no vizinho, se você estiver procurando o novo EP do Bon Iver, “Blood Bank”, clique aqui e aproveita…  será (mesmo?) lançado em janeiro.