Tag Archives: muchacha

contra

7 out

jack kerouac morreu conservador e sem assumir os hippies como “filhos”. robert crumb se perdeu um pouco… esqueceu a liberdade em sua obra (mas suas produções estão ai). laerte está em processo de reinvenção… e somos suas testemunhas.

bem ou mal… é isso.

testa diariamente os limites literários, plásticos, temporais e espaciais de sua obra. Dentro e fora dos quadrinhos… uma vez eu ouvi a teoria de que michael jackson representava uma nova espécie de vanguarda… o primeiro artista que mudou a cor do corpo. Seguindo essa linha de raciocínio (e todo o processo experimentado por laerte), podemos deduzir que…

…ele sabe o que está fazendo… você é que não entendeu.

e ainda vai mais longe:

Reclamavam de um hermetismo excessivo, de uma obscuridade que atrapalharia a fruição do público. Evidente que não concordo. Rejeito, inclusive, o adjetivo nonsense para definir o meu trabalho. Nonsense pressupõe o caos, a ausência total de significado. Ocorre que minhas tiras buscam, sim, um sentido – mesmo que seja o de aplicar um golpe na lógica, o de implodir o senso comum. Discussões semânticas à parte, noto que a trilha inaugurada em 2004 vai se fechando. Preciso, no fundo, me reconectar com o adolescente atrevido que, 45 anos atrás, ingressou num curso livre de desenho e pintura doido para se expressar. Preciso reencontrar a chave daquela inquietação, daquele frescor, daquela ousadia

Quem estiver Curitiba hoje pode até bater um papo com ele lá na Itiban Comics. Lançamento de “Muchacha”, 19h.