Tag Archives: smirnoff

NEP: Semana teeeeensa

18 out

O projeto Smirnoff Nightlife Exchange começa uma semana de momentos críticos. As ações correm soltas tanto pelo campo virtual, quanto físico. Informações, pistas de dança e drinks. A exposição Smirnoff @ Nightlife terminou nesse domingo em SP, com todo o banco de dados sobre a vida noturna na capital paulista desde os anos 70. Fotos, discos, objetos, drinks da época e uma pista de dança com os principais hits de cada década. De graça. Pelo visto a coisa foi boa

E esta é a última semana para você participar do intercâmbio das festas. Ainda dá tempo de deixar por lá suas dicas e sugestões do que merece ser exportado nas baladas brasileiras. Djs, bandas, casas, festas, roupas, drinks, comidas, luzes, interferências e por ai vai… Também pode participar do concurso que leva você e mais três amigos para uma das cidades envolvidas com o troca-troca. Só para lembrar: Estados Unidos, Inglaterra, Argentina, Austrália, Canadá, Alemanha, India, Irlanda, Líbano, Polônia, Africa do Sul, Tailândia e Venezuela estão entre os possíveis destinos. Entra na página do projeto lá no facebook, responde a pergunta e torce. Dia 22 de outubro eles fecham o container e no dia 23 sai o resultado do concurso junto com o nome do país-brother-de-festa do Brasil… é ou não é uma semana tensa? Corre.

vai uma festa libanesa, ai?

ou polonesa…

e já notou como estamos bem servidos por aqui?

é…

Sempre é bom lembrar como é que funciona o projeto Smirnoff Nightlife Exchange… aqui, aqui ou:

Anúncios

NEP: festas cruzando os mares

20 set

Falei sobre a iniciativa da Smirnoff em um post na semana passada, e aqui vamos com mais algumas novidades sobre o Nightlife Exchange Project… o intercâmbio planetário de baladas. São 14 países envolvidos no projeto que participarão de um verdadeiro troca-troca de festas no dia 27 de novembro… ou seja, a turma dos EUA pode receber uma balada da Tailândia, Grã Bretanha da Argentina, Austrália e Brasil… e por ai vai com o Canadá, Alemanha, Índia, Irlanda, Líbano, Polônia, África do Sul, Líbano e Venezuela. Tudo comandado pelo universo virtual e as redes sociais… a idéia agora é contar com a participação do público para eleger qual é a balada ideal de seu país que merece estar no container e irá cruzar os mares até alguma cidade-irmã. Ai é contigo… você entra na página do projeto no Facebook e participa dessa grande rede de contatos e sugestões sobre a nightlife mundial. Nada muito complicado… pode ser um drink, comida, música, luzes, atitudes, pirações, roupas… não importa. Bate com aquele conceito “Be There” levantado pela campanha… um mero detalhe pode tornar a balada inesquecível.

Como eu passei a semana envolvido com a pesquisa sobre os 40 anos de baladas em Curitiba (novidades em breve =), vou mandar minhas sugestões curitibanas que poderiam estar no conteiner para o mundo conferir:

(mas faz assim antes… primeiro você passa no Bar do Pudim e come um pão com bolinho. Depois toma uma cerveja na calçada d’O Torto e ai cai para a…)

1 – Cambalacho (DJ Anaum e Jeff Bass)

Nosso histórico de baladas voltadas para a boa e velha black music é bem bacana. A Cambalacho é a única que se mantém e uma das mais importantes das pistas curitibanas. Anaum e Jeff Bass conseguiram levar a mistura sonora para um outro nível e assumiram o verdadeiro sentido do nome da festa; é uma grande mistureba bem malandra e brasilera. Tem identidade super forte e caminha numa boa entre o hip hop, beats, grooves, samba e a música eletrônica. Acontece todos os domingos lá no Kubrick.

2 – Batalha de iPod

foto: Luizo Cavet

Tá certo que esse não é um formato novo ou com a cara da Curitiba. Mas tenho certeza que a forma como ele é feito aqui nos pinheirais pode deixar muito gringo com inveja. Uma das noites mais infames da cidade que acontece no James. São 8 equipes em duelos musicais que fazem de tudo para disputa a atenção do público. Já rolou até sangue… de verdade. São  improváveis escolhas musicais que contam com a sorte o tempo todo. Não tem fórmula ou alguma manha para levar o caneco. Na mesma noite você pode ouvir Lady Gaga, Ace of Base, Motorhead, Strokes, Rebolation, Bon Jovi, Luis Caldas, Technotronic e assim segue a festa. O público no comando da pista.

3 – Gente Boa da Melhor Qualidade

foto: Éder Mochi

Gente Boa da Melhor Qualidade é garantia de pista cheia, samba e história. Taí uma iniciativa com a cara da cidade; um bando de músicos curitibanos/polacos de diferentes áreas (e roqueiros!) resgatando a obra de Adoniran Barbosa, Noel Rosa, Cartola, Silvio Caldas e mais alguns eternos nomes do samba. São versões sagazes em clima de boteco… que as vezes até podem cair para o funk carioca.

e ai? qual é a sua sugestão? é só clicar aqui e participar!

nightlife experience em curitiba

13 set

é, minha gente…

A Smirnoff se prepara para lançar um projeto bem legal sobre a vida noturna mundial… é o Smirnoff Nightlife Experience (NEP)… e sim, Curitiba estará lá.

Não é de hoje que eles apostam pesado nessa fatia de mercado e ainda vem coisa grande pela frente… por enquanto ficamos com o projeto de exposição virtual que está sendo armado e contará com minha participação em sua formatação.

A idéia é a criação de um grande banco de dados com registros e informações sobre os últimos 40 anos de vida noturna em diversas cidades espalhadas pelo planeta. A pesquisa sobre as baladas de Curitiba você encontra aqui no Subtropicália e nas redes sociais… Aguarde que até o final do ano vou publicar informações sobre as festas das décadas de 70, 80, 90 e 00… ou seja, vamos falar d’A Chave, hi-fi, porões… até Lady Gaga.

Como é uma série de postagens patrocinadas eu vou deixar o NEP no título de cada nota… ai o jogo fica bem limpo entre nós. Combinado?

agora eu volto ali para o container… mas essa semana já começa a movimentação por aqui!