Tag Archives: stella-viva

piloto

17 jan

para quem não viu…

Anúncios

stella-viva@james sessions

29 jan

Tudo que você escuta em 4 Canções é de certa forma arrebatador – da duração hipnótica de “Oferenda” aos caminhos melódicos improváveis de “Sempre se Ferem”. Claudio Szynkier, Tramavirtual

 

_Stella-Viva@James Sessions

_Discotecagem: Denis Pedroso (INMWT)

_Quinta-feira – 29 de janeiro
22h – R$8
Rua Vicente Machado, 894

_Realização: MAAMUTE

bom dia, curitiba (em constante atualização)

3 dez

Manhã de quarta-feira. Ensolarada e preguiçosa. As coisas continuam as mesmas por aqui; o centro silencioso e pronto para o natal, um vento gelado ainda insiste em bater e a molecada começa a gozar os primeiros dias de férias. Parques, shoppings e as praças do centro.

Enquanto isso, na internet, o Delta Cockers é destaque no Tramavirtual. Assim como Stella-Viva foi (aqui) e Ruído/mm também (aqui)… Bo$$ In Drama faz parte do Top 5 deles. E os reflexos da apresentação do Copacabana Club, na última sexta-feira na Funhouse (SP), reverberam hoje na Folha de SP. (no final da tarde desta quarta-feira a página do Myspace da banda marca mais de 3 mil visitas… só hoje)

Bom dia, cena curitibana.

(atualizando) O EP lançado por Giancarlo Rufatto e Ivan Santos ganhou nota 8,5 no Scream & Yell.

(atualizando 2) Agora, o Je Rêve De Toi ilustra a home do Tramavirtual. Todos os destaques de lá são de bandas curitibanas.

As atualizações continuam…

ruído/mm + stella-viva – wonka 24-10

25 out

(Dessa vez não tem foto nem vídeo, pode ser? nao fiz toda minha lição de casa…)

Pelo visto os shows voltaram a aparecer nas noites curitibanas… é para celebrar isso. Nos últimos tempos as apresentações de bandas de dentro e fora da cidade tinham minguado em nossas madrugadas… fora alguns casos no Era Só o que Faltava e mais constantemente no Sláinte…

Falo isso porque há uns 2 anos rolava até uma dúvida de onde ir e o que assistir (isso porque ainda achávamos bem “parada” a coisa…) aquele eixo da Trajano Reis (com o Motorrad, Retrô, Wonka, Pandora), fortalecido pelo Korova (em suas duas edições), James, 92 graus e Porão do Rock, tiravam nosso sono com uma variedade sonora bem bacana…

Aí parou…

Até agora…. Não estamos em nossa melhor fase (aliás, duvido até que há 2 anos tenha sido nossa “melhor fase”… mas o que não faltam são boas memórias daqueles anos), só que os bares da cidade voltaram a abrir espaço para os shows…. pouco a pouco. Ontem (24) o ruído/mm e a stella-viva tocaram no Wonka. Duas bandas que estão bem longe de ser pop, mas são acessíveis dentro de suas experimentações. O ruído/mm ganha terreno dentro e fora do país com uma sonoridade carregada de referências jogadas no inconsciente coletivo… e da forma mais orgânica possível. Se você acha que a brincadeira fica restrita somente ao primeiro disco da banda, “A Praia”, se engana. Eles resgatam o EP “Série Cinza” (2005?), e despejam rascunhos de novas composições… A melhor ainda é “Baixo & Guitarra”… a faixa mutante/espelho/clássica da banda. Uma música que vive em eterna mudança e transição e nunca será definitiva… quer entender a ruido/mm? Ouça as versões de “Baixo e Guitarra” (que rola até sem baixo!). Ela é o termômetro do ruído.  

Enquanto isso, a firmeza com que o Stella-Viva transmite sentimentos conta com um crescente coro em seus shows… fato que fica mais evidente ainda com a simpatia da banda e a total despretensão em seus “ismos”. As músicas ficam cada vez mais redondas, bem resolvidas e, ao mesmo tempo, abrem brechas para novos caminhos. Caminhos só deles, com características definidas na conquista de novos terrenos e ares individuais… Nessa história eles trabalham bem como guias. Chamam os fãs ao palco, são centrados no som e tornaram público os estudos para a produção do primeiro disco… se quiser acompanhar é só visitar o myspace da banda com certa freqüência. Ou correr para um show.