Archive | outubro, 2010

novo disco do warpaint

19 out

“The Fool” é o primeiro disco do Warpaint e tem lançamento marcado para o próximo dia 25… mas já vazou. Enquanto isso a Rough Trade aproveitou para liberar a sua audição “formal”… com o reforço do Hype Machine. Que empenho…

um salve para a melancolia californiana…

Não esperava esse resultado… ja é um dos discos do ano.

Ouve ai. depois conversamos

 

senhoras e senhores… pavement

18 out

eles estão chegando…

NEP: Semana teeeeensa

18 out

O projeto Smirnoff Nightlife Exchange começa uma semana de momentos críticos. As ações correm soltas tanto pelo campo virtual, quanto físico. Informações, pistas de dança e drinks. A exposição Smirnoff @ Nightlife terminou nesse domingo em SP, com todo o banco de dados sobre a vida noturna na capital paulista desde os anos 70. Fotos, discos, objetos, drinks da época e uma pista de dança com os principais hits de cada década. De graça. Pelo visto a coisa foi boa

E esta é a última semana para você participar do intercâmbio das festas. Ainda dá tempo de deixar por lá suas dicas e sugestões do que merece ser exportado nas baladas brasileiras. Djs, bandas, casas, festas, roupas, drinks, comidas, luzes, interferências e por ai vai… Também pode participar do concurso que leva você e mais três amigos para uma das cidades envolvidas com o troca-troca. Só para lembrar: Estados Unidos, Inglaterra, Argentina, Austrália, Canadá, Alemanha, India, Irlanda, Líbano, Polônia, Africa do Sul, Tailândia e Venezuela estão entre os possíveis destinos. Entra na página do projeto lá no facebook, responde a pergunta e torce. Dia 22 de outubro eles fecham o container e no dia 23 sai o resultado do concurso junto com o nome do país-brother-de-festa do Brasil… é ou não é uma semana tensa? Corre.

vai uma festa libanesa, ai?

ou polonesa…

e já notou como estamos bem servidos por aqui?

é…

Sempre é bom lembrar como é que funciona o projeto Smirnoff Nightlife Exchange… aqui, aqui ou:

ska eslovaco

14 out

então a brincadeira continua…

Direto de Bratislava… a 3rd wave segundo o grupo Ska2tonics

pop polonês

14 out

a “namoradinha da polônia”…

Monika Brodka tem 23 anos e foi descoberta em 2004, durante uma edição do programa “Pop Idol”. Cantou “garota de ipanema” em português e já lançou três discos. “Granda” é o mais recente e bem esperto. Álbum arejado, curtinho, atual e fácil, fácil… não me empolgava com um disco nessa linha desde o “alright, still” da Lily Allen (queridona).

O single de “w piecu smakach” é uma das músicas mais escutadas na internet hoje…

2005 feelings?

7 out

Achei bem honesto esse single novo do The Wombats. Lembro que não fui muito com a cara do disco anterior deles, mas “Tokyo (Vampyres & Wolves)” carrega uma nostalgia tanto no refrão quanto na pegada. Saudades de 2005…

A cidade de Tokyo merecia essa homenagem. Os dois primeiros trabalhos da banda só foram lançados no Japão…

O disco novo deles sai ano que vem…

contra

7 out

jack kerouac morreu conservador e sem assumir os hippies como “filhos”. robert crumb se perdeu um pouco… esqueceu a liberdade em sua obra (mas suas produções estão ai). laerte está em processo de reinvenção… e somos suas testemunhas.

bem ou mal… é isso.

testa diariamente os limites literários, plásticos, temporais e espaciais de sua obra. Dentro e fora dos quadrinhos… uma vez eu ouvi a teoria de que michael jackson representava uma nova espécie de vanguarda… o primeiro artista que mudou a cor do corpo. Seguindo essa linha de raciocínio (e todo o processo experimentado por laerte), podemos deduzir que…

…ele sabe o que está fazendo… você é que não entendeu.

e ainda vai mais longe:

Reclamavam de um hermetismo excessivo, de uma obscuridade que atrapalharia a fruição do público. Evidente que não concordo. Rejeito, inclusive, o adjetivo nonsense para definir o meu trabalho. Nonsense pressupõe o caos, a ausência total de significado. Ocorre que minhas tiras buscam, sim, um sentido – mesmo que seja o de aplicar um golpe na lógica, o de implodir o senso comum. Discussões semânticas à parte, noto que a trilha inaugurada em 2004 vai se fechando. Preciso, no fundo, me reconectar com o adolescente atrevido que, 45 anos atrás, ingressou num curso livre de desenho e pintura doido para se expressar. Preciso reencontrar a chave daquela inquietação, daquele frescor, daquela ousadia

Quem estiver Curitiba hoje pode até bater um papo com ele lá na Itiban Comics. Lançamento de “Muchacha”, 19h.